Justiça condena João de Deus a 40 anos de prisão

O médium João Teixeira de Faria, conhecido popularmente como João de Deus, foi condenado nesta segunda-feira (20) a mais 40 anos de prisão em regime fechado pelos estupros cometidos contra cinco mulheres durante atendimentos espirituais na Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia.

A sentença assinada pela juíza Rosângela Rodrigues dos Santos corresponde à terceira condenação contra João de Deus, cujas penas já somam 63 anos e quatro meses de reclusão.

Deixe uma resposta